Estupro coletivo transmitido ao vivo pelo Facebook leva à prisão de 3 homens na Suécia

Nos siga noTelegram
Três homens foram presos por estupro coletivo em Uppsala, na Suécia, depois de o ato criminoso ter sido transmitido ao vivo pelo Facebook.

A agressão teria ocorrido em um apartamento em Uppsala por volta das 8h42 da manhã, hora local, no domingo (22) de manhã. As autoridades foram notificadas por Josefine Lundgren, de 21 anos, que viu o vídeo em um grupo fechado do Facebook composto por cerca de 60 mil membros.

Descrevendo o incidente, Lundgren disse ao jornal Expressen que os três perpetradores "rasgaram as roupas dela e se deitaram sobre ela", com um dos assaltantes rindo e dizendo para a vítima no final da transmissão: "você foi estuprada".

Indianos vão às ruas de Calcutá para protestar pelo fim da violência contra as mulheres (arquivo de março de 2015) - Sputnik Brasil
Polícia indiana prende suspeitos de estupro coletivo de americana
Um dos estupradores escreveu "três contra um, ha ha ha" na seção de comentários, de acordo com o jornal. Quando a polícia chegou à cena, os homens estavam gravando uma transmissão separada alegando que a mulher não tinha sido realmente estuprada. Os três homens foram posteriormente presos.

Testemunhas afirmam que a vítima estava quase inconsciente no momento do ataque, e que os assaltantes estavam armados. Uma imagem mostra um deles segurando o que parece ser um revólver. A polícia está investigando o ocorrido.

No domingo à tarde, o representante da polícia de Uppsala, Marcus Svensson, disse à emissora estatal sueca SVT que a vítima, de 31 anos, foi levada para um hospital para sua proteção e para coleta de provas do crime. As idades de seus agressores variam de 19 a 25 anos. 


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала