- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Autoridades contam os bastidores da investigação em torno da morte de Loalwa Braz

© Foto / Reprodução/ArquivoLoalwa Braz Vieira
Loalwa Braz Vieira - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O tenente-coronel do Corpo de Bombeiros local falou com a Sputnik sobre como o corpo foi encontrado; Inspetor da Polícia Civil falou com exclusividade e mencionou que ninguém da família foi encontrado ainda para fazer o reconhecimento.

Loalwa Braz performs during the Latin Billboard Awards - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Polícia: homem suspeito da morte de Loalwa Braz foi detido e confessou o assassinato
Uma noite agitada na pequena Saquarema diante da morte da internacionalmente conhecida cantora de lambada, Loalwa Braz. É como as autoridades da cidade e do município vizinho de Araruama descrevem os eventos da madrugada desta quinta-feira.

Tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Leonardo Couri conta que a guarnição da corporação atendia a uma chamada de incêndio a 300 metros do local onde foi encontrado o corpo de Loalwa quando foram chamados pela Polícia Militar. O carro onde a cantora estava tinha sido tomado pelas chamas, dificultando até mesmo o resgate dos restos mortais para a perícia.

"Fomos rapidamente direto até lá. A guarnição apagou o fogo, mas já estava praticamente todo tomado, o corpo estava carbonizado no banco de trás. Não tinha nem como identificar, a cabeça e a coluna cervical já estavam pretos", relembra o tenente-coronel.

Couri menciona ainda que um botijão de gás foi encontrado no veículo, provavelmente para acelerar a combustão e esconder vestígios do crime. "Ele não explodiu. Acreditamos que o suspeito usou agentes combustíveis para atear fogo".

Perícia

Os restos mortais de Loalwa foram levados ao Instituto Médico Legal de Araruama por volta de 12:00 e deve passar por uma perícia minuciosa de dois médicos legistas. Mesmo assim, a confirmação de que se trata, de fato, da cantora deve levar ainda muito tempo segundo informações do inspetor da Polícia Civil de Araruama, Luiz Carlos.

"Mesmo carbonizado, se a família reconhecer tudo bem ou se conseguirmos retirar as digitais, o corpo é liberado. Se isso não acontecer, fazemos o DNA e aí leva tempo. Não dá para ter uma data precisa porque é o juiz que expede (o pedido) e até agora não apareceu ninguém para identificação. É uma pessoa notória, mas não apareceu ninguém da família, nenhuma ligação", conta o inspetor, adicionando que o trabalho está sendo conduzido em parceria com a 124ª Delegacia de Polícia Civil de Saquarema.

Mais cedo, um ex-funcionário da pousada assumiu a autoria do crime

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала