Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Mídia: Israel tem medo que seus segredos possam chegar à Rússia

© AP Photo / Tsafrir AbayovUma mulher acompanha contagem de votos após eleições presidenciais nos EUA. Jerusalém, 9 de novembro de 2016
Uma mulher acompanha contagem de votos após eleições presidenciais nos EUA. Jerusalém, 9 de novembro de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga no
As autoridades de Israel têm medo que os dados secretos compartilhados por elas com Washington durante os últimos 15 anos possam, através a administração de Donald Trump, chegar à Rússia e ao Irã.

Jerusalém Oriental - Sputnik Brasil
EUA arriscam perder posições na resolução da crise no Oriente Médio
A respectiva informação foi divulgada em um artigo do jornal The Independent, que cita o jornalista Ronen Bergman, do jornal Yedioth Ahronoth.

De acordo com o jornalista, os representantes dos serviços de inteligência norte-americanos recentemente se encontraram em segredo com os seus colegas de Israel para discutir a situação atual.

De acordo com Bergman, os norte-americanos dizem que o presidente russo Vladimir Putin tem vias para "exercer pressão" sobre Trump e, por isso, o governo israelense deve "ter cuidado" com os dados classificados que partilha com a Casa Branca e o Conselho de Segurança Nacional dos EUA.

Além disso, o lado israelense, segundo o jornalista, até deve parar completamente a partilha de dados com a Casa Branca até verificar que Moscou e Trump não têm ligações "inapropriadas".

Bundestag - Sputnik Brasil
Serviços secretos alemães: Rússia mina relações entre Europa e EUA
De acordo com o artigo, Israel receia especialmente que os dados secretos possam chegar ao Irã, que tem relações amigáveis com Moscou, mas é rival de Tel Aviv.

De acordo com The Independent, os serviços secretos de Israel e dos EUA cooperam desde os anos 2000 e, não obstante as negociações sobre o programa nuclear iraniano, os Estados Unidos continuam recebendo através Israel dados secretos sobre o país árabe.

Cabe lembrar que, mais cedo, várias mídias norte-americanas, inclusive o CNN e o BuzzFeed, informaram que  "agentes russos" alegadamente possuem dados comprometedores sobre o presidente-eleito dos EUA. Já o próprio Donald Trump classificou tais notícias como falsas.

O porta-voz do presidente russo Dmitry Peskov, por sua parte, também declarou que tais alegações são "completamente absurdas".

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала