Mídia: investigação descarta atentado terrorista ao Tu-154

© Sputnik / Nina Zotina / Abrir o banco de imagensVelas em homenagem às vítimas da queda do avião russo. Ao fundo, navios da Marinha russa realizam busca dos escombros do Tu-154 no mar Negro, Rússia, 27 de dezembro de 2016
Velas em homenagem às vítimas da queda do avião russo. Ao fundo, navios da Marinha russa realizam busca dos escombros do Tu-154 no mar Negro, Rússia, 27 de dezembro de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Peritos excluíram a versão de atentado terrorista ao Tu-154 que caiu no mar Negro no fim de dezembro do ano passado, informou o jornal russo Kommersant, citando fonte ligada à investigação.

Operação de busca e resgate de passageiros do avião Tu-154 - Sputnik Brasil
Ministério da Defesa russo desmente publicação sobre causas da queda do avião Tu-154
Destaca-se que, após a queda, investigadores militares russos iniciaram uma série de testes com os destroços da fuselagem da aeronave, partes de corpos dos passageiros, pertences da tripulação e com a carga transportada pelo avião. No compartimento da bagagem estavam alocados medicamentos e instrumentos musicais do Ensemble Aleksandrov.

Segundo o Kommersant, os testes foram realizados pelo instituto de pesquisa do Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB). Peritos avaliaram o dano causado aos destroços do avião: caso houvesse explodido uma bomba no avião, haveria "furos com bordas para fora da fuselagem".

Além disso, peritos buscaram orifícios de um extremo a outro da aeronave como resultado do impacto com a superfície da água, bem como devido a "lascas de bomba ou míssil que detonou perto do avião".

"[As munições de artilharia] shrapnel que atingem 2 mil metros por segundo de velocidade, como esclareceu a fonte ligada à investigação, 'abririam' no revestimento de alumínio buracos precisos <…>. Como a queda do avião acontece a uma velocidade mais baixa, ao redor dos buracos surgiriam deformações bem diferenciadas", comunicou o jornal.

Americanos cantam hino da Rússia em homenagem às vitimas do acidente com Tu-154 - Sputnik Brasil
Homenagem dos americanos às vítimas da tragédia com Tu-154
Os resultados excluíram qualquer suspeita sobre atentado terrorista no avião ou tiro de fora da aeronave contra a mesma, disse o jornal. A investigação continua, mas analisando outra versão: falha humana.

Em 25 de dezembro, o Tu-154 do Ministério da Defesa russo caiu no mar Negro com 92 pessoas a bordo (84 passageiros e 8 membros da tripulação) depois de ter desaparecido dos radares 7 minutos após a decolagem. Os destroços do avião foram encontrados no mar a 1,5 km da costa, a uma profundidade de 50 a 70 metros. Entre os passageiros a bordo estavam cantores e músicos do Ensemble Aleksandrov, que deveriam se apresentar no Ano Novo na Síria para militares russos e jornalistas dos principais canais de TV da Rússia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала