Força Aeroespacial russa realizou mais de 19 mil missões e 71 mil ataques aéreos na Síria

© Foto / Direção de imprensa e informações do Ministério da Defesa da Rússia / Abrir o banco de imagensAviões de assalto russos Su-25 que regressaram para a Rússia da base aérea de Hmeymim na Síria, Primorsk-Ahtarsk, Rússia, 17 de março de 2016
Aviões de assalto russos Su-25 que regressaram para a Rússia da base aérea de Hmeymim na Síria, Primorsk-Ahtarsk, Rússia, 17 de março de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Desde o início da operação na Síria, em setembro de 2015, a Força Aeroespacial russa libertou dos terroristas 12,36 mil km quadrados de território sírio, 499 povoados, disse na terça-feira (10) o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas russas, general Valery Gerasimov.

"No total durante todo este tempo foram libertados 12.360 km quadrados do território sírio, 499 povoados", disse Gerasimov.

"Desde o início da operação a nossa aviação realizou 19.160 missões militares e mais de 71.000 ataques contra infraestruturas dos terroristas. Os alvos principais da aviação foram os campos de treinamento dos militantes, fábricas e plantas de produção de munições, bem como infraestruturas de produção ilegal de petróleo dos terroristas do Daesh", disse.

Piloto entra no caça Su-25 na base aérea Hmeymim (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Caças russos realizaram 71 mil ataques aéreos na Síria eliminando 35 mil terroristas
Gerasimov esclareceu que foram eliminadas mais de 200 infraestruturas, 174 fábricas de produção de petróleo, 111 caminhões-tanque. Segundo Gerasimov, isso permitiu não somente destruir o sistema de abastecimento do grupo terrorista, mas também privá-lo da sua fonte principal de financiamento.

"Todos os ataques são realizados somente depois de as informações de várias fontes serem confirmadas, inclusive os dados de inteligência espacial e de drones de reconhecimento", disse.

Segudo Gerasimov, as ações da aviação russa alteraram o curso de luta contra o terrorismo na Síria. Mais de 9 mil militantes largaram as armas e mais de 110 mil refugiados conseguiram voltar para suas casas.

"Durante todo este tempo foram derrotados diversos grupos armados nas regiões de Hama e Homs. A província de Latakia foi libertada dos militantes, está terminando a libertação dos subúrbios de Damasco. Foi desbloqueada a estrada principal que liga a capital ao norte do país. Foram libertadas as cidades de Aleppo e Al Qaryatayn, que têm grande importância", disse Gerasimov.

A Rússia lançou uma operação aérea contra as posições terroristas na Síria, em 30 de setembro de 2015, a pedido do presidente sírio Bashar Assad. A aviação russa realizou missões contra o Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia), apoiando Damasco em ofensivas nas regiões decisivas do país.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала