China estreia veículo lançador de combustível sólido

© AFP 2022 / StringerFoguete-portador Long March-2F lançado do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan, China, outubro de 2016 (foto de arquivo)
Foguete-portador Long March-2F lançado do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan, China, outubro de 2016 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Na segunda-feira (9), a China colocou satélites em órbita por meio do veículo lançador comercial Kuaizhou-1A a combustível sólido, informou a agência Xinhua.

buraco negro - Sputnik Brasil
China constrói telescópios modernos no Tibete para estudar ondas gravitacionais
O lançamento foi realizado às 12h11 (01h11, horário do Brasil) do cosmódromo no Deserto de Gobi. O veículo lançador colocou em órbita três satélites: JL-1, CubeSats XY-S1 e Caton-1.

O satélite JL-1 é um engenho polivalente capaz de passar para a Terra vídeos de alta definição. Pode ser usado na ciência geodésica, em particular. Os dois outros satélites – CubeSats XY-S1 e Caton-1 – são aparelhos experimentais para testar em órbita baixa da Terra uma rede de comunicações de banda estreita e troca de dados em alta frequência. A entidade responsável pelo lançamento foi a empresa aeroespacial chinesa CASIC (China Aerospace Science & Industry Corporation).

Mais cedo, destacava-se que a família de foguetes Kuaizhou-1 é destinada a colocar satélites com o peso menos de 300 kg em órbitas baixas.

Satélites - Sputnik Brasil
China lança novo satélite de telecomunicações
Nos meados de setembro destacou-se que a China planeja construir o primeiro cosmódromo para uso comercial na cidade de Wuhan, na província chinesa de Hubei. Segundo a CASIC, até 2020, o número de veículos lançadores deve atingir 50 unidades e de satélites comerciais – 140.

Mais cedo, tornou-se público que em 2017 a China começaria a realizar lançamentos comerciais do novo veículo lançador Kuaizhou-11, destinado para clientes chineses e internacionais. No total, a CASIC planeja construir 10 veículos lançadores destinados a colocar em órbita satélites pequenos em órbitas baixas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала