Soldados filipinos matam suspeitos de trabalhar para o Daesh

© AP Photo / Aaron Favila)Soldados participando da cerimônia de comemoração dos 79 anos das Forças Armadas das Filipinas, no Camp Aguinaldo, Cidade Quezon, em 18 de dezembro de 2014
Soldados participando da cerimônia de comemoração dos 79 anos das Forças Armadas das Filipinas, no Camp Aguinaldo, Cidade Quezon, em 18 de dezembro de 2014 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Forças de segurança das Filipinas eliminaram dois estrangeiros, na província de Sarangani, suspeitos de ligação com o grupo terrorista Daesh, informou a mídia local neste domingo.

Futuro presidente filipino, Rodrigo Duterte, durante sua campanha eleitoral em Manila, Filipinas, May 7, 2016. - Sputnik Brasil
Presidente das Filipinas pode ter parentes ligados com Daesh
De acordo com o Manila Standard, os supostos extremistas foram mortos durante uma operação conduzida por policiais e militares contra membros do Ansar Al-Khilafah (AKP), organização que jurou lealdade ao Daesh. 

Os suspeitos foram identificados como Abu Naila e Kadija, nomes de guerra. Eles seriam um casal. A nacionalidade dos dois não foi revelada, mas acredita-se que eram da Indonésia ou da Malásia.

Na última quinta-feira, as autoridades filipinas afirmaram ter executado o líder do AKP, Mohammad Jaafar Maguid, e detido outros três militantes terroristas. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала