Trump depois de encontrar representantes da inteligência: hackers não afetaram as eleições

© REUTERS / Mike SegarCandidato presidencial republicano Donald Trump fala na Associação da Guarda Nacional dos Estados Unidos em Baltimore, Maryland, em 12 de setembro de 2016.
Candidato presidencial republicano Donald Trump fala na Associação da Guarda Nacional dos Estados Unidos em Baltimore, Maryland, em 12 de setembro de 2016. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente eleito dos EUA, Donald Trump, declarou que os ciberataques, realizados contra os sistemas norte-americanos, não afetaram os resultados das eleições no país.

Relatório da Inteligência dos EUA afirma que a Rússia tentou impedir eleição de Clinton
“Apesar da Rússia, China, outros países e grupos de pessoas e indivíduos sempre tentarem invadir a infra-estrutura cibernética das nossas instituições públicas, empresas e organizações, inclusive o Comitê Nacional dos democratas, não aconteceu absolutamente nada que pudesse afetar os resultados das eleições, inclusive não aconteceu interferência alguma no funcionamento das urnas eletrônicas”, aponta a declaração de Trump, divulgada por seus assessores.  

A declaração foi publicada logo após o encontro de Trump com os representantes dos serviços de inteligência dos EUA, que investigam ciberataques.

“Eu tive uma reunião e uma conversa construtivas com as diretorias da comunidade de inteligência hoje. Sinto um enorme respeito pelo trabalho e serviço realizado por homens e mulheres dessa comunidade para a nossa grande nação”, destacou o presidente eleito, que já foi muito criticado na imprensa pela falta de confiança à inteligência norte-americana.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала