China pretende realizar pouso leve de satélite no lado oposto da Lua

© CASC/China Ministry of DefenseRover planetário chinês Yutu, imagem tirada pela sonda Chang'e
Rover planetário chinês Yutu, imagem tirada pela sonda Chang'e - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Até 2018 a China pretende realizar pouso suave do satélite no lado oposto da Lua, diz-se no Livro Branco do Espaço chinês.

Conforme o documento, no âmbito do programa de sondagem da lua, até 2018 a China planeja lançar o satélite Chang'e-4 que fará "o primeiro pouso leve na história da humanidade no lado reverso da Lua" ao alcançar o ponto de Lagrange L2, onde a gravidade da Lua equivale à da Terra.

Além disso, no final de 2017, a China dará início à missão Chang'e-5 para examinar o satélite da Lua que deverá pousar na sua superfície, recolher amostras necessárias e retornar ao nosso planeta.

O Pentágono pode em breve ser proibido de usar satélites de clima russos e chineses - Sputnik Brasil
Pentágono diz que China está preparando teste com mísseis antissatélites
Vale destacar que o programa chinês de sondagem da Lua Chang’e inclui três etapas: voo ao redor do satélite da Terra (Chang'e-1 e Chang'e-2), pouso na Lua (Chang'e-3 e Chang'e-4) e retorno da Lua à Terra (Chang'e-5 e Chang'e-6).

Anteriormente, o vice-chefe do programa espacial pilotado da China, Zhang Yulin, anunciou que o país pretende enviar seus taikonautas à Lua até 2036. Só que para realizar seu desembarque na superfície da Lua a China precisará de 15 a 20 anos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала