Deputada Savchenko: chefia criminosa da Ucrânia pode me liquidar

© Sputnik / Mikhail Palinchak / Abrir o banco de imagensNadezhda Sávchenko, militar ucraniana
Nadezhda Sávchenko, militar ucraniana - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Deputada ucraniana Savchenko teme por sua vida e classifica chefia da Ucrânia como criminosa.

Presidente da Ucrânia Pyotr Poroshenko condecora a militar ucraniana Nadezhda Savchenko depois da volta da última para a Ucrânia, Kiev, Ucrânia, 25 de maio de 2016 - Sputnik Brasil
Deputada e ex-militar ucraniana sobre Poroshenko: 'É um presidente fraco!'
O canal de TV 112 Ucrânia informou neste sábado (24) que Nadezhda Savchenko classificou o poder atual no país como criminoso. Na visão de Savchenko, a atual liderança da Ucrânia não é menos criminosa do que a anterior.

"Neste momento estão fortalecendo o poder do atual presidente. Mas se o povo sente que o poder atual não é menos criminoso do que o anterior, será que vale a pena fortalecer um presidente destes?", disse na entrevista.

Além disso, a famosa política informou sobre a possibilidade de existência de ameaça à sua vida. De acordo com Savchenko, que recentemente foi excluída do partido pan-ucraniano Batkivschina (Pátria), a administração do atual presidente do país, Pyotr Poroshenko, planeja realizar um atentado à vida dela. A deputada fez a respectiva declaração ao canal de TV NewsOne.

"A administração do presidente já recebeu ordens de fazer tudo para me liquidar, deter e se não conseguirem, me responsabilizar por tudo o que eles quiserem. Ou então simplesmente me destruírem fisicamente", disse.

Interrogatório da N. Savchenko no Tribunal de Kiev - Sputnik Brasil
Deputada Savchenko não acha que líderes das repúblicas de Donbass sejam terroristas
Ao mesmo tempo Savchenko informou que já sabe as datas em que os atos de violência contra ela devem ser realizados.

A deputada ucraniana Nadezhda Savchenko, anteriormente condenada na Rússia pelo assassinato de dois jornalistas em Donbass e posteriormente indultada pelo presidente Vladimir Putin, disse que, ao contrário das autoridades ucranianas, não considera que os líderes das autoproclamadas República Popular de Donetsk (DNR, sigla em russo) e República Popular de Lugansk (LNR), Aleksandr Zakharchenko e Igor Plotnitsky, sejam terroristas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала