Quem lucra com o assassinato do embaixador russo na Turquia?

© AFP 2022 / NATALIA KOLESNIKOVAFlores colocados ao retrato do embaixador russo, Andrei Karlov, assassinado na exposição em Ancara, no Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Moscou, 20 de dezembro de 2016
Flores colocados ao retrato do embaixador russo, Andrei Karlov, assassinado na exposição em Ancara, no Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Moscou, 20 de dezembro de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O assassinato do embaixador russo na Turquia, Andrei Karlov, foi organizado por forças fora da Turquia, afirma Aleksei Fenenko, especialista do Conselho Russo para Assuntos Internacionais e colaborador do Instituto de Problemas de Segurança Internacional da Academia de Ciências da Rússia.

Segundo Fenenko, se trata de uma tentativa de minar as relações entre a Rússia e a Turquia. 

"Esta já é a quarta tentativa nos últimos dois anos de fazer colidir a Rússia e a Turquia. Havia uma primeira variante, o jogo para desestabilizar mais a situação interna na Turquia, ou uma segunda variante – fazer colidir a Rússia e a Turquia e privar a Rússia de saída para o mar Mediterrâneo", disse Fenenko à Sputnik.

Uma conferência de imprensa de Andrei Karlov na RIA Novosti - Sputnik Brasil
Turquia dará nome de rua em Ancara em homenagem a embaixador morto
Na opinião do especialista, algumas forças querem pôr a Rússia contra a Turquia. "Primeiro, isso pode ser vantajoso para os grupos islamistas das monarquias do Golfo Pérsico, que querem fazer a Rússia e a Turquia entrar em choque e envolver Ancara em um grande conflito com a Rússia", disse.

"Isso também pode ser vantajoso para alguns círculos no Ocidente, que por muito tempo pensam que a Rússia está desempenhando um papel demasiado grande no Mediterrâneo e que ela deve ser afastada da região. Isso só pode ser feito através de um conflito com a Turquia e do fechamento dos estreitos de Bósforo e Dardanelos", acrescentou Fenenko.

O atentado contra o embaixador russo na Turquia Andrei Karlov ocorreu na segunda-feira (19) durante a cerimônia de abertura de uma exposição. No evento, o criminoso atirou vários tiros nas costas do embaixador russo, que não sobreviveu. Segundo testemunhas, o atacante entrou na sala vestido de terno e gravata e foi tomado pelo guarda-costas de Karlov. Em resultado da operação policial, o criminoso foi eliminado. A chancelaria russa avaliou o acontecido como um atentado terrorista.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала