Arábia Saudita planeja parar de investir na economia norte-americana

© AFP 2022 / Jim WatsonPresidente norte-americano Barack Obama numa reunião com o Rei da Arábia Saudita Abdulaziz al Saud, no palácio de Erga, em Riad, 20 de abril, 2016
Presidente norte-americano Barack Obama numa reunião com o Rei da Arábia Saudita Abdulaziz al Saud, no palácio de Erga, em Riad, 20 de abril, 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Arábia Saudita planeja rever sua “estratégia financeira” em relação aos EUA e suspender os investimentos na economia norte-americana, diz o Wall Street Journal.

Segundo comunica o WSJ, a decisão de Riad foi influenciada por dois acontecimentos: a aprovação pelo Congresso de uma lei que concede o direito às famílias das vítimas nos atentados de 11 de setembro de apresentar demandas oficiais contra a Arábia Saudita, bem como a eleição do apoiante desta medida, Donald Trump, para o cargo do próximo presidente dos EUA.

No Iraque soldado americano verifica ID do iraquiano - foto de arquivo de 2003 - Sputnik Brasil
Com nova lei do 11/9 Iraque pode exigir de Washington compensação pela invasão militar
O fundo soberano saudita já suspendeu os investimentos na economia norte-americana até que seja esclarecida a postura ulterior de Washington em relação a Riad.
Anteriormente, o Congresso dos EUA aprovou uma lei que faz com que os familiares das vítimas dos atentados de 11/09/01 possam apresentar demandas judiciais contra a Arábia Saudita, o país de origem da maioria dos terroristas envolvidos.

O presidente dos EUA, Barack Obama, vetou o projeto de lei aprovado pelo Congresso, mas o Senado superou o veto com 97 dos votos a favor e apenas um contra.

Em um discurso proferido antes de o Congresso ultrapassar o veto, Donald Trump ressaltou: "Se for eleito presidente, assinarei tal lei assim que ela apareça na minha secretária".

No entanto, Trump destacou que é um amigo da Arábia Saudita, escolhendo James Mattis, antigo apoiante do Reino, como seu secretário de Defesa. Ao mesmo tempo, ele questionou várias vezes a prestação de apoio militar norte-americano à Arábia Saudita.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала