Polícia da Polônia pede aos manifestante para desbloquearem Parlamento

Nos siga noTelegram
País vive onda de protestos, após projeto que limita acesso de jornalistas ao Parlamento e manobras do governo para votar o orçamento fiscal de 2017.

Soldados poloneses e norte-americanos durante exercícios conjuntos Anakonda 16 perto de Torun, Polônia, junho de 2016 - Sputnik Brasil
Polônia 'feliz' com aceleramento do envio de tropas dos EUA ao Báltico
A polícia polonesa pediu aos manifestantes que bloqueiam o acesso ao Parlamento que se dispersassem. De acordo com a Reuters, policiais avisaram por auto-falantes que a força poderia ser usada caso a ordem não fosse cumprida.

Manifestantes bloquearam todas as saídas do prédio nesta sexta, depois da oposição acusar parlamentares governistas de aprovarem ilegalmente, o orçamento para o próximo ano.

Eles teriam feito a votação fora da câmara principal do Parlamento, em uma manobra para minar a participação de opositores que protestavam contra um projeto de lei considerado censura por limitar o acesso de jornalistas ao edifício.

Acesso limitado

Opositores cantaram o hino nacional e gritaram palavras de ordem como "Mídia Livre", "Não à censura" e "Democracia!", em desacordo com o projeto. Com o banimento, jornalistas ficam impedidos de acessarem a câmara principal da Assembleia polaca, embora possam circular pelos salões adjacentes e entrevistarem políticos no local.

Os parlamentares governistas planejam a implementação das novas regras a partir de 1 de janeiro. O líder do partido, Jaroslaw Kaczynski, denunciou a obstrução do parlamento como "vandalismo".

"Não nos permitiremos ser aterrorizados", disse ele.

Ele prometeu avançar com as limitações, dizendo que as mudanças propostas para o acesso à mídia não são diferentes das de muitas outras nações européias.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала