Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela declara impeachment de Maduro 'nulo'

Nos siga noTelegram
Corte coloca por terra, mais uma tentativa de depor o presidente venezuelano antes do encerramento do mandato, em 2019.

Nicolás Maduro, presidente da Venezuela - Sputnik Brasil
Maduro manda recolher cédulas de 100 bolívares
O Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela anulou nesta quinta (15), o julgamento parlamentar iniciado na terça que declara a "responsabilidade política" do presidente Nicolas Maduro na profunda crise que abate o país.

Os juízes decidiram que os atos da Assembleia Nacional, de maioria da oposicionista, são "inconstitucionais e, portanto, absolutamente nulos e sem qualquer validade e eficácia jurídica", confirmando que o Legislativo está em "desacato".

A decisão coloca mais conflito na contenda política do vizinho latino-americano. Adversários do presidente Nicolás Maduro se recusam a participar de reuniões de negociação — mediadas pelo Vaticano e pela Unasul — a menos que concessões sejam feitas por Maduro.

A oposição quer a deposição do socialista Maduro, ao passo que as autoridades do governo garantem que ele não deixará o cargo antes do fim do seu mandato em 2019.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала