Reino Unido quer acesso máximo ao mercado europeu após Brexit

© REUTERS / Dylan MartinezDavid Davis, secretário britânico de Estado da Saída da União Europeia
David Davis, secretário britânico de Estado da Saída da União Europeia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O governo da Grã-Bretanha buscará o máximo acesso possível ao mercado comum da União Europeia para manter a habilidade de vender seus produtos aos países do bloco, segundo afirmou hoje o ministro do Brexit, David Davis.

Peão nas ruas da capital britânica, Londres, 25 de junho 2016 - Sputnik Brasil
Governo britânico reluta em apresentar os planos de negociação do Brexit ao parlamento?
No último dia 9, Davis teria dito que o Reino Unido dificilmente conseguiria manter certas vantagens no continente devido à relutância da UE em comprometer a liberdade de movimento, a qual o país pretende restringir. No entanto, ele destacou ver com bons olhos a possibilidade de assinatura de acordos parecidos com o estabelecido com o Canadá

"O que importa é o acesso, a habilidade de vender nossas mercadorias e serviços", declarou o ministro, explicando que isso muitas vezes é confundido com adesão. 

Em junho, os britânicos votaram em referendo pela saída do Reino Unido da União Europeia, dando início logo em seguida a conversas informais sobre a melhor forma de abandonar o bloco. Nesta quarta-feira, mais cedo, David Davis informou que o plano oficial de saída da UE deverá ser enviado pelo governo ao parlamento apenas depois de fevereiro. 

 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала