Primeira mulher-piloto afegã regressa a casa para estabelecer novo recorde

© Sputnik / Kasra RouyeeShaistah Vaeiz
Shaistah Vaeiz - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Shaistah Vaeiz, de origem afegã, cresceu e estudou na Califórnia, onde recebeu diploma de piloto. Depois de muitos anos, Vaeiz regressa ao Afeganistão com o objetivo de estabelecer um novo recorde.

A guerra interminável no seu país forçou Vaeiz e a sua família a fugir do Afeganistão para os EUA. A menina estudou na Califórnia, onde realizou seu sonho de se tornar piloto.

Uma mulher policial alemã - Sputnik Brasil
Armas letais: mulher com implantes mamários defende seu direito de servir na polícia
Depois de muitos anos longe de casa, Vaiez regressou para o seu país natal para estabelecer um novo recorde e mudar os estereótipos na sociedade afegã.

Em junho de 2017, Vaiez planeja dar volta ao mundo pilotando um avião, tornar-se a mulher mais jovem a dar uma volta ao mundo e, ao mesmo tempo, estabelecer um novo recorde como primeira mulher afegã a realizar tal façanha.

A piloto voltou para Cabul quando o país estava efetuando uma companha em apoio das mulheres.

Como é conhecido, as mulheres no país frequentemente não têm a liberdade de tomar decisões, sendo alvo de muitas limitações em casa e no trabalho.

© Sputnik / Kasra RouyeeShaistah Vaeiz
Shaistah Vaeiz - Sputnik Brasil
Shaistah Vaeiz

No seu comentário à Sputnik Dari, Vaeiz disse: "Em junho de 2017, planejo realizar um voo à volta do mundo".

Depois ela acrescentou que "O plano é visitar os cinco continentes e fazer paradas em 18 países, e tudo isso eu planejo fazer com só 30 aterrissagens. O objetivo é demonstrar que as mulheres são capazes de estudar e se desenvolver profissionalmente tal como os homens. Estou pronta a dirigir o avião eu própria", declarou Vaiez com confiança.

© Sputnik / Kasra RouyeeShaistah Vaeiz
Shaistah Vaeiz - Sputnik Brasil
Shaistah Vaeiz

"O regresso a casa não é uma campanha publicitária para mim. Desde cedo estava interessada em saber mais sobre o Afeganistão. Depois, quando aprendi a ler, analisei a imprensa e vi que a informação sobre o Afeganistão era geralmente negativa. Agora estou aqui para mudar tudo isso", Vaiez afirmou à Sputnik Dari.

A corajosa mulher-piloto tem uma experiência de voo de oito anos e também tem o forte apoio da sua família.

© Sputnik / Kasra RouyeeShaistah Vaeiz
Shaistah Vaeiz - Sputnik Brasil
Shaistah Vaeiz

Segundo disse o seu pai, que está trabalhando para o governo do Afeganistão, a sua filha demonstrou a sua posição cívica ao regressar ao país com tal objetivo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала