O que espera nova geração japonesa quanto à disputa territorial com Rússia?

© Sputnik / Alexander Liskin / Abrir o banco de imagensIlhas Curilas, área de disputa histórica entre a Rússia e o Japão
Ilhas Curilas, área de disputa histórica entre a Rússia e o Japão - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Durante uma reunião com os ex-residentes japoneses dos territórios do norte (Ilhas Curilas do Sul), o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, anunciou estar pronto para pôr fim à disputa territorial nas relações com a Rússia nesta geração.

Vistas da Rússia. Ilhas Curilas - Sputnik Brasil
Ilhas Curilas: decisão sem soluções e a façanha de Abe
As sondagens realizadas pela mídia japonesa apontam que a atitude da geração atual sobre a questão está se tornando mais flexível.

Assim, segundo o jornal japonês Yomiuri, mais da metade dos questionados que residiam as ilhas de Kunashir, Iturup, Shikotan e Hamobai, acha que o Japão precisa rever a sua posição referente ao repasse de todas as quatro ilhas ao país. 51% dos entrevistados anunciaram que o Japão precisa rever imediatamente a exigência de voltar todas as quatro ilhas, enquanto 44% são a favor da postura atual do país. 82,3% estão convencidos que a solução seria repassar as ilhas Habomai e Shikotan para o Japão e negociar o destino de Iturup e Kunashir.

Em entrevista à Sputnik Japão, o diretor executivo da União dos residentes das Ilhas Curilas, Baki Kimio, informou o seguinte:

"A União dos residentes das Ilhas Curilas e do arquipélago de Hamobai tem por objetivo a entrega simultânea das quatro ilhas, não mudamos de opinião. Mas caso os líderes dos dois países tomem alguma decisão após as consultas, aceitaremos os resultados."

Primeiro-ministro do Japão Shinzo Abe - Sputnik Brasil
Japão se queixa da instalação de sistemas de mísseis russos nas Curilas
A Sputnik Japão realizou sua própria pesquisa para verificar as opiniões da geração atual dos japoneses quanto à disputa territorial russo-japonesa. 500 pessoas participaram da pesquisa. Os resultados foram os seguintes: 37% dos entrevistados acham necessário buscar compromisso e concordar com as duas ilhas. 23% opinam que a postura flexível é inaceitável, enquanto 20% defendem buscar alternativas para solucionar problema, já os outros 20% se mostraram indiferentes ao assunto.

Em 13 de dezembro, o presidente russo, Vladimir Putin, informou em entrevista ao canal NTV e ao jornal Yomiuri que "não se pode solucionar questões referentes à assinatura do acordo de paz apensas traçando planos de possível cooperação, acrescentando que essa questão é objeto de negociações minuciosas, ponderadas e profissionais".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала