EUA limitam ajuda militar à Arábia Saudita devido à morte de civis no Iêmen

Nos siga noTelegram
As autoridades norte-americanas decidiram limitar o fornecimento de ajuda militar à Arábia Saudita devido às mortes de civis causadas pela operação realizada no Iêmen.

Segundo relata a Reuters, os Estados Unidos também irão rever o treinamento futuro da Força Aérea saudita para melhorar sua precisão de ataque.

Embaixador saudita nos Estados Unidos, príncipe Abdullah Al-Saud - Sputnik Brasil
Embaixador saudita nos EUA diz que bombardear o Iêmen é como 'bater na esposa' (VÍDEO)
Um funcionário do governo Obama, que falou com a agência sob condição de anonimato, disse que os problemas "sistêmicos e endêmicos" associados com a falta de precisão bélica da Arábia Saudita levaram Washington a suspender a venda futura de armas com munições de precisão. "Decidimos não ir em frente com alguns casos de vendas militares ao exterior", disse a fonte.

A intervenção militar da Arábia Saudita na guerra civil do Iêmen já matou mais de 10.000 pessoas e gerou crises humanitárias severas no país mais pobre do Oriente Médio.

A coalizão liderada por Riad está envolvida no conflito iemenita desde março de 2015, quando começou a lançar ataques aéreos contra os rebeldes xiitas houthis, que conseguiram derrubar o governo local e tomar a capital do país, Sanaa.


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала