EUA e Europa expressam sua opinião em relação à 'permissão' de doping

© Sputnik / Valeriy Melnikov / Abrir o banco de imagensCentro Antidoping: colheita de amostras de sangue para análise
Centro Antidoping: colheita de amostras de sangue para análise - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
De acordo com os dados da Sputnik-Opinião, na Europa e nos EUA predominam os adeptos da proibição do uso de substâncias proibidas pela WADA por atletas "por prescrição médica".

Na enquete, realizada pela empresa Ifop para a agência de notícias e rádio Sputnik, a maioria dos poloneses (66%), metade dos italianos e alemães (50%) e quase metade dos franceses (48%) se manifestaram contra o uso de doping por atletas com doenças crônicas. Contudo, 11% dos poloneses, 14% dos franceses, 16% dos italianos, 17% dos americanos, 19% dos alemães, 19% dos espanhóis e 22% dos britânicos se apresentaram a favor de colocar todos os atletas em condições iguais independentemente do diagnóstico.

A tolerância mais alta foi demonstrada pelos moradores dos EUA, Espanha e Reino Unido. A favor do uso de medicamentos "permitidos" votaram 27% dos britânicos, 28% americanos e 31% dos espanhóis.

© SputnikEUA e Europa expressam sua opinião em relação à ‘permissão’ de doping
EUA e Europa expressam sua opinião em relação à ‘permissão’ de doping - Sputnik Brasil
EUA e Europa expressam sua opinião em relação à ‘permissão’ de doping

Em 9 de dezembro, Richard McLaren, chefe da comissão independente da Agência Mundial Antidoping (WADA) publicará a segunda parte do seu relatório sobre o uso de doping por atletas. Olivier Niggli, o diretor-geral da WADA, informou que McLaren demostrará às comissões antidoping os fatos que ele tinha descoberto no âmbito da sua investigação.

© Sputnik / Vitaliy PodvitskiyCitius, Altius, Fortius, Hypocritius! WADA continua atacando os atletas russos
Citius, Altius, Fortius, Hypocritius! WADA continua atacando os atletas russos  - Sputnik Brasil
Citius, Altius, Fortius, Hypocritius! WADA continua atacando os atletas russos

A enquete foi realizada pela empresa de estudo de opinião pública mais antiga da França, a IFop, entre 22 e 26 de outubro de 2016. Da enquete participaram 7.043 pessoas maiores de 18 anos da França, Alemanha, Espanha, Itália, Polônia, Reino Unido e EUA. A amostra é representativa da população por gênero, idade e localização geográfica. A margem de erro da pesquisa é de 3,1 pontos percentuais, para mais ou para menos, com um nível de confiança de 95%.

O que é a Sputnik-Opinião?

É um projeto internacional de estudo da opinião pública que foi posto em prática a partir de janeiro de 2015. As conhecidas empresas Populus e IFop são parceiras do projeto. No quadro da Sputnik-Opinião (Sputnik.Polls) são realizadas regularmente pesquisas em vários países da Europa e dos EUA sobre temas sociais e políticos da atualidade.

A Sputnik é uma agência de notícias e rádio com representações e redações multimídia em dezenas de países. A Sputnik inclui sites (34 ao todo), emissões de rádio analógicas e digitais, aplicativos para celular e páginas nas redes sociais.

Conheça outras enquetes da Sputnik-Opinião

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала