ONU pede garantias de segurança para entregar ajuda humanitária à população de Aleppo

Nos siga noTelegram
Jan Egeland, conselheiro humanitário do enviado das Nações Unidas para a Síria, disse hoje que a organização precisa de corredores seguros para realizar a entrega de itens básicos e alimentos à população da cidade de Aleppo, no norte do país.

A ONU, segundo Egeland, já teria disponibilizado suprimento para cerca de 150 mil pessoas, os quais ainda não podem ser enviados por razões de segurança. 

"São semanas desperdiçadas sem um cessar-fogo necessário para evacuar civis e feridos do leste de Aleppo. A ONU ainda tem acesso negado. Em meio ao drama de Aleppo, nós ainda vemos ataques dramáticos em quatro cidades sitiadas: Foua, Kafraya, Madaya e Zabadani. Perda massiva de vidas", declarou o funcionário das Nações Unidas através de publicações no Twitter.

Ao longo dos últimos meses, Aleppo se transformou no principal campo de batalha da Síria, que se encontra em guerra civil desde 2011, com conflitos envolvendo tropas do exército, jihadistas e inúmeros grupos da oposição armada. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала