EUA: desde 2014, coalizão eliminou ao menos 50 mil terroristas na Síria e no Iraque

© AFP 2022 / Petras MalukasBandeiras dos EUA e da OTAN
Bandeiras dos EUA e da OTAN - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Pelo menos 50 mil membros do grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico) foram eliminados pela coalizão internacional liderada pelos EUA desde o início da operação no Iraque e na Síria, em 2014, informa a agência France Presse, citando um alto funcionário militar dos EUA.

Nas suas palavras, trata-se de uma estimativa "por baixo", podendo esse número ser ainda maior.

De acordo com as últimas estimativas, divulgadas pelo governo americano em agosto deste ano, a coalizão havia eliminado na Síria e no Iraque cerca de 45 mil combatentes do Daesh (grupo proibido na Rússia e em diversos países).

Fuzileiros navais norte-americanos em al-Qaim, perto da fronteira síria, oeste do Iraque - Sputnik Brasil
Coalizão pretende permanecer no Iraque após a derrota do Daesh
Os EUA lideram desde 2014, na Síria e no Iraque, uma campanha militar da coalizão internacional contra o terrorismo, em particular, contra o Daesh. Inicialmente designado por Estado Islâmico do Iraque e do Levante, este grupo foi criado na Síria, onde seus militantes lutaram contra as forças do governo. 

Posteriormente, aproveitando o descontentamento dos sunitas iraquianos com as políticas de Bagdá, Daesh lançou um forte ataque contra províncias do norte e noroeste do Iraque, ocupando um vasto território. No final de junho de 2014, o grupo anunciou a criação de um "califado islâmico" nos territórios sob seu controle no Iraque e na Síria.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала