- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

STF decide destino de Renan Calheiros; Janot pede afastamento imediato

© Jane de Araújo/Agência SenadoRenan Calheiros
Renan Calheiros - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) realiza nesta quarta-feira (7) a sessão para decidir se Renan Calheiros será ou não afastado da Presidência do Senado. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, já se manifestou a favor do afastamento.

Renan Calheiros com Jorge Viana, primeiro-vice-presidente do Senado - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Senadores avaliam consequências de afastamento de Renan Calheiros
O ministro do STF Marco Aurélio Mello havia atendido a um pedido do partido Rede Sustentabilidade – que destacava a impossibilidade de um réu estar na linha de sucessão à Presidência da República – e deu liminar favorável ao afastamento de Calheiros, que recentemente virou réu por desvio de dinheiro público e atualmente ocupa o segundo lugar na linha sucessória, já que não há vice-presidente.

No entanto, a Mesa Diretora do Senado Federal decidiu que não iria cumprir a liminar expedida pelo STF e resolveu esperar que o recurso contra a decisão do Marco Aurélio fosse julgada pelo plenário da Corte. Nesse meio-tempo, Calheiros se recusou a assinar a notificação da liminar.

O afastamento do peemedebista pode ser revertido se os ministros acolherem um recurso apresentado pelo Senado. No total, nove ministros participarão da decisão. O ministro Roberto Barroso se declarou impossibilitado de julgar por já ter sido sócio de um advogado que entrou com a ação, e Gilmar Mendes anunciou que está viajando.

Renan Calheiros conversa com a imprensa - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Calheiros critica decisão de afastamento da presidência do Senado
O Senado cancelou sua sessão plenária marcada para o início desta tarde e decidiu aguardar a decisão do STF antes de convocar uma nova sessão deliberativa, que deve se iniciar no início da noite, entre 18h e 19h.

O advogado-geral do Senado, Alberto Cascais, pediu a anulação do processo ou o simples afastamento de Renan Calheiros da linha sucessória da Presidência. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, comparou o processo com o que levou ao afastamento do então presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e disse que não há cabimento para discutir a nulidade da ação, conforme propôs a defesa do Senado. 

Janot afirmou ainda que é necessário afastar imediatamente Calheiros da presidência do Senado, mostrando preocupação com a recusa expressa de um dos poderes em cumprir uma ordem judicial.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала