Caça Su-33 do porta-aviões russo Admiral Kuznetsov cai da pista ao mar durante pouso

© Sputnik / Aleksei Danichev / Abrir o banco de imagensCaças Su-33 a bordo do porta-aviões russo Admiral Kuznetsov (foto de arquivo)
Caças Su-33 a bordo do porta-aviões russo Admiral Kuznetsov (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Depois de completar uma missão na Síria, o caça Su-33 da aviação embarcada do porta-aviões Admiral Kuznetsov não conseguiu aterrissar e caiu no mar, informou o Departamento de informações e mídia do Ministério da Defesa da Rússia.

"Depois de completar uma missão militar no céu da Síria, ao aterrissar sobre o porta-aviões Admiral Kuznetsov, o caça Su-33 escorregou para fora do convés devido a rompimento do cabo do retentor de aterrisagem. O piloto conseguiu se ejetar e, com ajuda do serviço de busca e resgate, foi recolhido para bordo do Admiral Kuznetsov. A saúde do piloto não foi afetada", destacou o Ministério da Defesa russo.

O porta-aviões russo Admiral Kuznetsov - Sputnik Brasil
Marinha russa comenta escolta do porta-aviões Admiral Kuznetsov por navios da OTAN
O ministério informou também que o grupo naval russo atua no mar Mediterrâneo segundo o plano de viagem longa.

"Os voos da aviação embarcada continuam de acordo com suas missões", acrescentou o ministério.

A Rússia enviou o porta-aviões Admiral Kuznetsov, o cruzador Pyotr Velikiy, os contratorpedeiros antissubmarino Severomorsk e Admiral Kulakov e navios de apoio para o leste do mar Mediterrâneo para realizar treinamentos militares e aumentar as capacidades de luta contra o terrorismo na Síria. O grupo chegou ao destino em 8 de novembro.

Caça russo Sukhoi Su-33 - Sputnik Brasil
Imersão total: caça Su-33 levanta voo a partir do porta-aviões Admiral Kuznetsov (VÍDEO)
O Admiral Kuznetsov entrou em combate pela primeira vez na história do navio alguns dias depois, em 15 de novembro. Os caças multifuncionais Su-33, embarcados no porta-aviões, realizaram ataques contra alvos do Daesh e da Frente al-Nusra (organizações proibidas em muitos países, incluindo Rússia) nas províncias de Idlib e de Homs, depois de um reconhecimento abrangente, informou o ministro da Defesa russo Sergei Shoigu. Como parte dessa operação, os militares russos eliminaram Abul Baha al-Asfari, um comandante operacional da Frente al-Nusra que estava encarregado de várias operações ofensivas na província de Aleppo.
© SputnikAdmiral Kuznetsov
Admiral Kuznetsov - Sputnik Brasil
Admiral Kuznetsov

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала