Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Ex-assessor do Tesouro dos EUA pede passaporte russo a Putin

Nos siga no
O ex-assessor para a política econômica do secretário do Tesouro norte-americano durante o mandato de Ronald Reagan, Paul Craig Roberts, respondeu ironicamente às acusações do The Washington Post com uma carta ao presidente russo Vladimir Putin em que pede a cidadania russa.

"Agora que o agente da CIA Craig Timberg, conhecido como repórter do Washington Post, me revelou e expôs como um agente russo, eu queria saber se poderia pedir um passaporte russo e imunidade diplomática, talvez como assessor do adido de imprensa da embaixada russa em Washington, até que eu possa sair do país. Eu vi que o senhor deu um passaporte para Steven Seagal, por isso espero que ser um agente russo seja tão importante como ensinar artes marciais para os russos", escreveu ele.

Secretário de Defesa norte-americano Ashton Carter durante a entrevista coletiva, Washington, EUA, agosto de 2015 - Sputnik Brasil
Pentágono, por engano, envia a agência russa e-mail com críticas
Anteriormente, o jornal The Washington Post publicou um artigo denominado "Esforços da propaganda russa ajudaram a espalhar 'notícias falsas' durante a eleição". Na matéria, o jornalista Craig Timberg chamou uma série de edições independentes norte-americanas com orientação de esquerda de "fontes da desinformação russa". Muitas dessas edições publicavam artigos de Paul Craig Roberts.

O economista espera que o presidente russo lhe apresente um editor para publicar suas memórias intituladas "Minha Vida como Fantoche de Putin".

Exemplar da revista Newsweek em uma loja em Washington, EUA, 2014 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
'Sou Vladimir Putin': como a desinformação na mídia ocidental mutila vidas
"Precisamos entrar em contato o mais breve possível: o FBI, enviado pelo Washington Post, está atrás de mim. Eles vão ficar muito zangados comigo por enganá-los todos aqueles anos em que eu guardava sigilo, enquanto eu era um agente russo. Agora a qualquer dia o Washington Post poderá descobrir que meu colega – o agente do KGB Ronald Reagan – e eu cortámos os impostos para os ricos a fim de tornar o capitalismo tão opressivo que o povo norte-americano iria se revoltar e o derrubar. Nós enganámos a esquerda!", escreve Roberts.

Segundo o ex-assessor, a sua crítica da política seguida por Washington de escalar a tensão com Moscou não é uma cobertura de espião. A postura dele reflete seu desejo sincero de evitar um conflito entre as duas potências nucleares.

"Esta é uma posição suspeita nos EUA, mas espero que seja aceitável na Rússia", conclui Paul Craig Roberts.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала