60% dos japoneses querem reaver ao menos algumas das Ilhas Curilas

© Sputnik / Yuri Somov / Abrir o banco de imagensGuardas de fronteira da Rússia nas Ilhas Curilas
Guardas de fronteira da Rússia nas Ilhas Curilas - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Por volta de 60% dos cidadãos japoneses querem que seu país consiga ao menos uma parte das quatro Ilhas Curilas disputadas, revelou uma enquete.

Premiê japonês Shinzo Abe apertando a mão do presidente russo Vladimir Putin - Sputnik Brasil
Premiê japonês: o acordo de paz nipo-russo não se alcança em um dia
Segundo os resultados de uma pesquisa recente conduzida pelo jornal japonês Nikkei, apenas 29% dos entrevistados insistiram em entregar à Rússia todas as ilhas disputadas: Iturup, Kunashir, Shikotan and Habomai, sendo cerca de 60% estão dispostos a reaver apenas uma parte das ilhas do arquipélago.

Até que a solução desta disputa territorial seja encontrada, o público deverá compreender que é necessária uma abordagem mais realista, o que não significa a entrega de todas as quatro ilhas, diz o relatório.

Outra enquete recente em relação à mesma questão foi organizada pelo jornal Mainichi no início de novembro e mostrou que 57% da população japonesa se manifestam a favor de uma abordagem flexível na solução do conflito territorial com a Rússia, enquanto 25% dos entrevistados preferem uma abordagem mas dura, ao afirmar que todas as quatro ilhas devem voltar a ser território japonês.

Hoje em dia, o governo japonês está se esforçando por desenvolver os laços econômicos com a Rússia, esperando que isto crie condições que facilitem a celebração de um acordo de paz e ajude a lidar com o problema territorial. Tóquio está aguardando com expetativa a visita do presidente russo, Vladimir Putin, ao Japão, que se realizará em dezembro deste ano.

Primeiro-ministro do Japão Shinzo Abe - Sputnik Brasil
Japão se queixa da instalação de sistemas de mísseis russos nas Curilas
Após a Segunda Guerra Mundial, o Japão e a Rússia nunca chegaram a celebrar um acordo de paz permanente devido à disputa em redor de quatro ilhas que a Rússia chama de Curilas do Sul, enquanto o Japão — de Territórios do Norte, que incluem Iturup, Kunashir, Shikotan and Habomai.

Em outubro de 1956, Tóquio e Moscou celebraram uma declaração conjunta nipo-soviética que pôs cobro a estado de guerra e contribuiu para o desenvolvimento da cooperação comercial, a resolução da disputa territorial e a eventual celebração de um acordo de paz.

Entretanto, o Japão afirma que todas as quatro ilhas são reguladas pelo Tratado de Comércio e Navegação, celebrado entre o Japão e a Rússia em 1855.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала