Ministro da Defesa russo: armas modernas no exército vão superar 50% até final de 2016

© Sputnik / Ilia Pitalaev / Abrir o banco de imagensOs tanques de guerra russos T-90A durante o ensaio geral da Parada da Vitória na Praça Vermelha em Moscou, 7 de maio de 2016.
Os tanques de guerra russos T-90A durante o ensaio geral da Parada da Vitória na Praça Vermelha em Moscou, 7 de maio de 2016. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A parcela de armas e material militar modernos nas Forças Armadas russas vai ultrapassar 50 por cento, como foi programado, informou aos jornalistas o ministro da Defesa russo Sergei Shoigu na sexta-feira (25).

"Vocês sabem bem que continua atualmente a execução do programa de rearmamento técnico do Exército e da Marinha. A parcela de material militar moderno nas tropas está aumentando constantemente. Até o final de 2016 essa cifra vai superar 50 por cento", informou Shoigu durante uma conferência científica.

Como foi informado anteriormente, até 2020 este índice deverá alcançar 70 por cento e em algumas armas do Exército – os 100 por cento.

Ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu - Sputnik Brasil
Ministro da Defesa russo: militares são treinados considerando recentes guerras locais
O ministro destacou que a Rússia está dando passos para criar sistemas de armamento promissores baseados em novos princípios físicos.

"Além disso, está sendo aperfeiçoado o comando das Forças Armadas em vários níveis e estão sendo resolvidas questões da proteção social dos militares", frisou Shoigu.

As armas baseadas em novos princípios físicos usam processos e fenômenos que antes não eram usados nas armas convencionais e armas de destruição em massa, como químicas, nucleares ou bacteriológicas. Dependendo do princípio físico empregado, as novas armas podem ser classificadas como armas laser, de radiofrequência, cinéticas, etc.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала