Fonte: navios da Marinha russa poderão abastecer em portos da Grécia

© Sputnik / RIA Novosti / Abrir o banco de imagensNavio de guerra da Frota do Norte Admiral Kuznetsov
Navio de guerra da Frota do Norte Admiral Kuznetsov - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Atenas pretende realizar sua política de soberania nas relações com Moscou, os navios da Marinha russa irão atracar em portos gregos e receber os abastecimentos necessários, informou à agência RIA Novosti uma fonte no Ministério da Defesa Nacional da Grécia.

Destroier russo Smetlivy no porto grego de Piraeus, 30 de outubro de 2016 - Sputnik Brasil
Mídia: Obama pode exigir que Grécia feche portos para navios russos
Segundo a fonte, qualquer pressão referente ao abastecimento de navios russos é inaceitável para a Grécia.

"A posição do ministro da Defesa Nacional da Grécia em relação à Rússia é clara – a Rússia não é nosso inimigo, a Rússia é nosso aliado. O nosso inimigo é o Daesh e grupos terroristas. Ninguém mais", revelou a fonte.

O interlocutor da agência foi questionado sobre se a questão de proibir a entrada de navios da Marinha russa foi levantada durante a visita do presidente dos EUA Barack Obama à Grécia. Ele respondeu que "não houve pressão".

"Mesmo que Obama quisesse exercer pressão, nós não iriamos discutir isso. Também houve uma discussão em torno de Chipre, pois o presidente grego (Prokopis Pavlopoulos) informou Obama que nós não aceitamos a manutenção das tropas de ocupação (turcas no Chipre) e o sistema de garantias", destacou o interlocutor.

Navio Smetlivy da Frota do Mar Negro da Rússia - Sputnik Brasil
Navio de escolta russo visitará Grécia
Quanto ao transporte de combustível por petroleiros russos para o grupo aéreo na Síria, o interlocutor ressaltou que o Ministério da Defesa da Grécia não tem nada a ver com o assunto.

O interlocutor qualificou como "justa" a declaração do porta-voz do Ministério da Defesa russo Igor Konashenkov, que informou que a Rússia não é parte integrante da UE e não está ligada às sanções.

Anteriormente a mídia ocidental acusou a Grécia e o Chipre de terem violado as sanções da UE que proíbem o fornecimento de combustível à Síria. Por seu turno, o Ministério da Defesa russo informou que as "intrigas, restrições e sanções" impostas internamente pela UE não estão relacionadas "de forma nenhuma" com o grupo aéreo russo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала