Japão se queixa da instalação de sistemas de mísseis russos nas Curilas

© REUTERS / Toru HanaiPrimeiro-ministro do Japão Shinzo Abe
Primeiro-ministro do Japão Shinzo Abe - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Japão expressou protesto contra a Rússia devido à instalação de sistemas de mísseis na região sul das Curilas, declarou o ministro das Relações Exteriores do Japão, Fumio Kishida.

Volcão Mendeleev na ilha de Kunashir perto da povoação de Yuzhno-Kurilsk, Ilhas Curilas, Rússia - Sputnik Brasil
Por que Rússia instala mísseis nas Curilas agora que quer fazer a paz com o Japão?
Na terça-feira (22), o jornal Boevaya Vakhta da Frota Russa do Pacífico informou que foram instalados sistemas de mísseis Bastion e Bal nas ilhas de Iturup e Kunashir. Depois disso, a chancelaria japonesa acrescentou que Tóquio reagirá apropriadamente às ações de Moscou.

"Espero que os senhores entendam que nós expressamos protesto", comunica a agência Kyodo, citando a declaração de Kishida feita durante sessão do comitê de segurança da câmara baixa do parlamento do país.

Anteriormente, o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, afirmou que Tóquio "endereçou a reclamação através dos canais diplomáticos".

Manobras da unidade de mísseis das forças costeiras da Frota do Pacífico - Sputnik Brasil
Kremlin comenta instalação de mísseis nas Ilhas Curilas
A chancelaria russa, por sua vez, declarou que a instalação de sistemas de mísseis nas Curilas foi um procedimento planejado e visa o fortalecimento da capacidade de defesa do país.

A ministra da Defesa do Japão, Tomomi Inada, durante sessão do comitê de segurança da câmara baixa do parlamento do país, disse que a instalação de sistemas de mísseis na região sul das Curilas busca possivelmente dar suporte à atividade dos submarinos nucleares russos no mar de Okhotsk.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала