Soros doará US$10 milhões para combater 'forças obscuras' despertadas por Trump

© AFP 2022 / LAKRUWAN WANNIARACHCHI George Soros
George Soros - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os primeiros US$ 5 milhões serão distribuídos pela Fundação para uma Sociedade Aberta (Open Society Foundation) nas próximas semanas.

O financista George Soros se comprometeu a doar 10 milhões de dólares da sua fundação pessoal para combater os crimes de ódio supostamente relacionadas à "retórica inflamada" do presidente eleito Donald Trump durante a campanha eleitoral, segundo relata o jornal The New York Times.

Henrique Meirelles, ministro da Fazenda do governo provisório Temer - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Golpe 'made in USA': Queda de Dilma foi ordenada por Wall Street?
Soros disse estar "profundamente preocupado" com os relatos de alegados crimes de ódio após as eleições presidenciais. "Temos de fazer alguma coisa para responder ao que está acontecendo aqui", frisou, acusando as "forças obscuras" que foram despertadas durante a corrida eleitoral.

O bilionário disse, entretanto, que sua doação de 10 milhões de dólares para a iniciativa não é uma declaração política contra o novo presidente. Apesar disso, ele falou que as palavras de Trump e de seus seguidores sobre muçulmanos, mexicanos e mulheres têm "responsabilidade direta" sobre a situação atual.

Sua organização sem fins lucrativos, a Fundação para uma Sociedade Aberta (Open Society Foundation), dará nas próximas semanas pelo menos US$5 milhões em doações particulares de até US$ 150.000 para organizações de direitos civis, a fim de que possam elaborar planos para combater a recente onda de ódio e ajudar suas vítimas.

George Soros - Sputnik Brasil
Documento da CIA liga Soros a atentado de bandeira falsa na Tchecoslováquia
Soros é um investidor bilionário que, de acordo com alguns analistas, poderia estar por trás das chamadas “revoluções coloridas” na Europa Oriental.

O magnata contribuiu com mais de US$ 25 milhões para a campanha de Hillary Clinton e outros democratas em 2016.

Em novembro, Soros e outros grandes doadores do Partido Democrata se reuniram a portas fechadas em um hotel de luxo em Washington para decidir como recuperar o poder na próxima eleição.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала