Militares russos detidos na Crimeia serviram o Exército ucraniano

© AFP 2022 / KIRILL KUDRYAVTSEVO agente do SBU
O agente do SBU - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os militares russos detidos na Crimeia pelo Serviço de Segurança da Ucrânia haviam servido anteriormente ao Exército ucraniano. Foi aberto contra eles um processo criminal por deserção.

Ministro das Relações Exteriores russo Sergei Lavrov na reunião dos líderes dos países-membros da Comunidade dos Estados Independentes, Quirguistão, 16 de setembro de 2016 - Sputnik Brasil
Lavrov: Rússia tem mais interesse em resolver crise na Ucrânia do que outros países
Os dois soldados russos, Maxim Odintsov e Aleksander Baranov, foram detidos em 20 de novembro perto da fronteira da região ucraniana de Nikolayev. 

De acordo com o Serviço de Segurança da Ucrânia, citados pela agência RIA Novosti, os dois oficiais russos "são dois desertores, que serviram ao Exército ucraniano, e após a reunificação da Crimeia à Federação Russa, eles passaram a servir ao Exército da Rússia. 

"Logo após eles terem atravessado a fronteira de Chongara, foi revelado que está aberto contra eles um processo criminal, por isso eles foram detidos", informou o Serviço de Segurança da Ucrânia.

Moscou considerou a detenção dos soldados russos como mais uma "provocação flagrante" e exigiu a liberação imediata e o retorno dos militares à Rússia. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала