Staffan De Mistura sobre situação em Aleppo: 'Tempo está acabando'

© AFP 2022 / LOUAI BESHARAStaffan de Mistura em Damasco
Staffan de Mistura em Damasco - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Enviado especial da Organização das Nações Unidas (ONU) para a Síria propôs à Damasco, reconhecer a soberania de rebeldes sobre bairros do leste de Aleppo; governo sírio considerou a iniciativa uma "violação de soberania".

O enviado especial da Organização das Nações Unidas (ONU) para a Síria, Staffan De Mistura afirmou neste domingo (20) que o "tempo está acabando" para o leste de Aleppo e expressou a "indignação internacional" com os bombardeios do regime sírio contra as zonas da cidade controladas pelos rebeldes.

U.N. mediator for Syria, Staffan de Mistura gives a news conference at the end of the Syria peace talks at the United Nations in Geneva, Switzerland, March 24, 2016 - Sputnik Brasil
Enviado especial da ONU vai se reunir com chanceler da Síria
De Mistura propôs que combatentes jihadistas abandonassem Aleppo, mas que o governo deveria permitir a permanência dos rebeldes no local, uma proposta que ministro das Relações Exteriores da Síria, Walid al-Moalem, classificou como "violação de nossa soberania". 

"Afirmamos que rejeitamos completamente. Como é possível que a ONU pretenda recompensar terroristas?", disse al-Moalem, que utiliza o termo "terrorista" para designar tanto rebeldes quanto jihadistas.

De Mistura afirmou, porém, acreditar que tais medidas podem ser temporárias e que Aleppo deve ser tratado como um caso especial.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала