Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Esquerdistas peruanos falam em sintonia com Trump ao protestarem contra TPP

© AFP 2021 / Nicholas Kamm Delegados manifestam sua indignação com o TTP durante o primeiro dia do Convenção Nacional do Partido Democrata em Filadélfia, na Pensilvânia, EUA, em 25 de julho de 2016
Delegados manifestam sua indignação com o TTP durante o primeiro dia do Convenção Nacional do Partido Democrata em Filadélfia, na Pensilvânia, EUA, em 25 de julho de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Membros da coalizão de esquerda Frente Ampla do Peru, bem como de outros grupos, estão protestando contra a visita do presidente norte-americano, Barack Obama, ao país e o Tratado Transpacífico (TPP), comunicou a mídia local.

As greves se deram na sexta-feira (18), na capital peruana, Lima, na véspera da cúpula da APEC (Cooperação Econômica Transpacífico) que se realizará na cidade neste fim de semana. De acordo com o canal de televisão teleSUR, diversos grupos, incluindo estudantes, estão participando dos protestos.

O líder socialista da esquerda peruana, Martin Guerra, disse ao canal que o TPP "destrói a economia nacional, reduz direitos laborais, privatiza territórios e impede o acesso a cuidados de saúde".

Em Lima o presidente dos EUA, Barack Obama, deverá discutir a questão do TPP com seus parceiros do tratado, que está em risco após a eleição inesperada de Donald Trump nas presidenciais norte-americanas. Trump tem repetidamente prometido acabar com o TPP durante sua campanha eleitoral, chamando-o de "péssimo acordo".

O helicóptero estadunidense MH-60R Seahawk está decolando do navio USS Fort Worth (LCS 3) no mar do Sul da China - Sputnik Brasil
Durante o mandato de Trump, situação na Ásia-Pacífico pode se tornar mais perigosa
No início deste mês, a administração de Barack Obama suspendeu seus esforços para ganhar o aval do Congresso quanto ao TPP antes de Trump tomar posse, dizendo que o destino deste convênio está nas mãos de Trump e dos legisladores republicanos.  

O TPP visa eliminar barreiras comerciais entre seus 12 países signatários, cuja parcela conjunta na economia mundial é de 40% – EUA, Austrália, Brunei, Canadá, Chile, Japão, Malásia, México, Nova Zelândia, Peru, Singapura e Vietnã.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала