Secretário-geral da OTAN: não há forma de isolar Rússia

© REUTERS / Ints KalninsSoldados do exército polonês participam dos treinamentos da OTAN Saber Strike em Adazi, Letônia. 13 de junho de 2016
Soldados do exército polonês participam dos treinamentos da OTAN Saber Strike em Adazi, Letônia. 13 de junho de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O chefe da Aliança Atlântica espera que Moscou esteja pronta a dialogar no âmbito do Conselho Rússia-OTAN.

"A Rússia é o nosso maior vizinho, a Rússia está aqui para ficar, não há nenhuma forma de nós podermos isolar a Rússia, temos que recuperar nossas relações com a Rússia" disse Stoltenberg sublinhando a importância da transparência.

O secretário-geral da OTAN destacou, discursando na conferência da Fundação German Marshall dos EUA em Bruxelas na sexta-feira (18), que é exatamente nos momentos em que as tensões aumentam que é muito importante manter abertos os canais de diálogo com a Rússia.

Ele também destacou a disponibilidade do lado russo para a discussão no âmbito do Conselho das medidas de prevenção de riscos e incidentes militares.

Secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenbeg, chefiando a reunião dos ministros da Defesa dos países-membros da aliança em Bruxelas, em 27 de outubro de 2016 - Sputnik Brasil
OTAN continua reforço militar e envia nova brigada à Europa
Anteriormente o representante permanente da Rússia na Aliança havia expressado preocupação com a recusa da OTAN em realizar um encontro de especialistas militares em Moscou para discutir a segurança no Báltico.

A quantidade de voos da aviação russa no mar Báltico é muito menor que a de aviões da OTAN. A Rússia tinha proposto que se voasse com transponders ligados, mas a OTAN rejeitou a ideia. Com isso, de acordo com Grushko, "o conjunto de esforços" da OTAN para o flanco oriental, perto da fronteira russa, põe seriamente em risco a segurança na região.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала