Putin: Rússia deve neutralizar quaisquer ameaças militares à segurança nacional

© Sputnik / Mikhail Klimentyev / Abrir o banco de imagensPresidente russo Vladimir Putin durante a Linha Direta no estúdio no complexo Gostiny Dvor, no centro de Moscou, perto do Kremlin, Moscou, Rússia, 14 de abril de 2016
Presidente russo Vladimir Putin durante a Linha Direta no estúdio no complexo Gostiny Dvor, no centro de Moscou, perto do Kremlin, Moscou, Rússia, 14 de abril de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O objetivo principal da Rússia é neutralizar ameaças à segurança nacional, declarou o líder russo, Vladimir Putin, na reunião com responsáveis do Ministério da Defesa da Rússia.

"Nosso objetivo é neutralizar de maneira eficaz qualquer ameaça militar à segurança da Rússia, incluindo as que estão relacionadas com a criação da defesa antimíssil estratégica, a implementação do conceito de ataque global rápido e as guerras de informação", disse o presidente da Rússia.

Putin observa os treinamentos militares no polígono transbaicálico - Sputnik Brasil
Putin explica o que é preciso fazer para o desenvolvimento das Forças Armadas russas
Ele também abordou o assunto da criação de sistemas de armamento, sublinhando que a Rússia cumpre rigorosamente os compromissos internacionais assumidos, enquanto alguns países ignoram os acordos anteriormente alcançados.

Putin frisou que a Rússia continuará sempre fazendo tudo para prevenir que outros alterem o equilíbrio estratégico de forças.

"Nós consideramos as tentativas de alterá-lo, destruí-lo [equilíbrio das forças estratégico], são muito perigosas", disse Vladimir Putin.

Em meados de maio, a OTAN colocou em serviço o sistema norte-americano Aegis Ashore na base romena de Deveselu.

Iskander-M (SS-26 Stone, segundo o código da OTAN), sistema móvel de mísseis balísticos da Rússia - Sputnik Brasil
Rússia moderniza sistemas de mísseis Iskander-M
Esta base de interceptores faz parte do sistema de defesa contra mísseis balísticos, que já inclui quatro destróiers dos EUA localizados na base de Rota, sul de Espanha, e um radar na Turquia, e no futuro serão também instalados radares e sistemas antimíssil em Redzikowo, Polônia.

A colocação de sistemas antimísseis dos EUA na Europa provoca a forte rejeição da Rússia, que interpreta essa implantação como uma ameaça à sua capacidade de contenção nuclear.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала