Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Obama e líderes da UE irão discutir prorrogação das sanções contra Rússia

© Sputnik / Vladimir Sergeyev / Abrir o banco de imagensBandeiras da Rússia e União Europeia
Bandeiras da Rússia e União Europeia - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os líderes europeus e o presidente dos EUA, Barack Obama, farão uma reunião na sexta-feira (17), em Berlim, para discutir, entre outras coisas, a prorrogação das sanções impostas à Rússia por causa da situação na Ucrânia, bem como a possível imposição de novas sanções à Moscou diante da campanha militar russa na Síria, relata Reuters.

Chancelaria da Rússia em Moscou - Sputnik Brasil
Chancelaria russa sobre sanções dos EUA: administração Obama se agarra a fantasmas
De acordo com um alto funcionário do governo alemão, entrevistado pela agência, a reunião contará com a participação de líderes da Alemanha, EUA, França, Itália e Espanha. A decisão sobre a possível prorrogação das sanções anti-russas, que expiram em 2017, deverá ser acordada entre as partes ao longo das próximas semanas.

A fonte relatou ainda sobre receios de que a posse do presidente eleito Donald Trump, marcada para janeiro de 2017, possa alterar a atual postura dos EUA diante das sanções impostas à Rússia. Líderes europeus esperam esclarecer esta situação junto a Obama, que participou de um encontro com Trump na semana passada.

Leia também: Rússia prevê continuidade das sanções ocidentais até 2019

"Estamos numa situação crítica. Devemos evitam o cenário que as sanções sejam prorrogadas pela UE para então serem levantadas com a chegada do novo presidente dos EUA" – disse a fonte.

Ainda de acordo com duas fontes diplomáticas entrevistadas pela Reuters, a questão síria deverá ser igualmente abordada na reunião de Berlim. "Síria certamente estará na pauta do dia" – disse uma das fontes.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала