Câmara dos EUA renova sanções contra o Irã e amplia restrições à Rússia

© Sputnik / Igor Mikhalev / Abrir o banco de imagensCapitólio de Washington
Capitólio de Washington - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Se passar também pelo Senado, renovação precisará ser sancionada por Obama.

Águia-americana - Sputnik Brasil
Política externa de Trump pode ser chefiada por diplomata que defendeu jogar bomba no Irã
Congressistas da Câmara Baixa dos EUA aprovaram agora a noite, o projeto que renova sanções contra o Irã por dez anos e impõe novas sanções à Síria. O Ato de Sanções contra o Irã passou por 419 votos e, se for aprovada também no Senado, passa a valer por mais dez anos. A lei existe desde 1996 para punir interessados em investir na indústria energética iraniana e desencorajar a pesquisa nuclear no país e venceria neste ano. 

Os deputados também aprovaram um projeto que  impõe sanções ao governo da Síria e seus apoiadores, incluindo a Rússia e o Irã, devido a "crimes de guerras e crimes contra a humanidade".

Ainda não é possível prever o posicionamento de Obama, que precisa ratificar a lei para que ela tenha validade, mas foi um dos principais incentivadores dos acordos de limitação nuclear com Teerã no ano passado em troca de alívio das sanções.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала