Donetsk indica novos suspeitos do assassinato do miliciano independentista Motorola

© Sputnik / Aleksei Danichev / Abrir o banco de imagensRetrato de Arsen Pavlov (Motorola) durante o evento dedicado à sua memória no museu de São Petersburgo, Rússia, outubro de 2016
Retrato de Arsen Pavlov (Motorola) durante o evento dedicado à sua memória no museu de São Petersburgo, Rússia, outubro de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Foram divulgados novos nomes de agentes do Serviço de Segurança da Ucrânia suspeitos de estarem envolvidos na morte de Arsen Pavlov, comandante de um dos destacamentos da milícia da República Popular de Donetsk apelidado de Motorola, disse o serviço de relações públicas do líder da república autoproclamada Aleksandr Zakharchenko.

"São conhecidos os nomes dos organizadores do crime, eles  incluem o vice-presidente do Serviço de Segurança da Ucrânia (SBU na sigla ucraniana), Vitaly Malikov, coordenador das atividades terroristas e de sabotagem no território de Donbass, o chefe da direção do SBU na região de Donetsk, Aleksandr Kuts, o chefe da direção do SBU na região de Lugansk, Oleg Kozlovsky, e representantes do estado-maior conjunto do SBU na zona da chamada operação antiterrorista, também existe a lista com seus nomes", disse o serviço de relações públicas do líder da república autoproclamada.

Self-defense fighter known by his nickname of Motorola stands inside a destroyed airport building in the eastern Ukrainian city of Donetsk, on February 26, 2015 - Sputnik Brasil
Quem era o miliciano Motorola para Donbass e quais foram as circunstâncias de sua morte?
"Neste momento as pessoas indicadas estão reforçando sua segurança pessoal. Segundo dados que obtivemos, sua segurança foi reforçada com agentes do Centro de Operações Especiais Alfa dos serviços secretos ucranianos", diz o comunicado.

Motorola morreu em 16 de outubro em Donetsk quando no elevador de sua casa detonou um artefato explosivo. A República Popular de Donetsk considera que o atentado foi organizado pelos serviços secretos ucranianos para desviar a atenção do fato de que Kiev não cumpre os acordos de Minsk.

Pavlov se tornou conhecido graças a transmissões diretas na Internet da frente de combate em Slavyansk em 2014. Além disso, participou de combates perto de Ilovaysk, no aeroporto de Donetsk e na região de Debaltsevo e foi condecorado com Cruz de São Jorge da república.

Em junho 2016, foi realizada uma tentativa de seu assassinato. Dessa vez a explosão teve lugar perto do centro de traumatologia de Donetsk. Foram danificados sete veículos e dois edifícios do hospital, não houve vítimas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала