Ministro da Defesa russo: ações da OTAN obrigam que Rússia tome medidas de resposta

© Sputnik / Russian Defense MinistryMinistro da Defesa russo Sergei Shoigu
Ministro da Defesa russo Sergei Shoigu - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A OTAN liderada pelos EUA está reforçando seu potencial ofensivo nas fronteiras ocidentais da União da Rússia e Bielorrússia, fato este que obriga a Rússia a tomar medidas de resposta defensivas, declarou o Ministro da Defesa russo, general do Exército Sergei Shoigu.

Segundo ele, os EUA e outros países da OTAN aumentam suas capacidades ofensivas, abrindo novas bases e desenvolvendo infraestrutura militar.

"Não param de impor sua vontade a outros países através de ordem econômica e política, e da força militar. Está sendo realizada uma guerra de informação aberta", informou Shoigu.

Ministro da Defesa russo Sergei Shoigu durante o Segundo festivalo da Sociedade geográfica russa - Sputnik Brasil
Shoigu: Pentágono não deve confundir 'ordem mundial' com 'ordem imposta pelos EUA'
Na opinião do ministro, "tais ações prejudicam a estabilidade estratégica e obrigam a Rússia a tomar medidas defensivas, inclusive na frente estratégica ocidental".

Ao mesmo tempo, Shoigu ressaltou que o alto nível da interação bilateral e as abordagens comuns permitem solucionar questões referentes ao reforço do potencial defensivo da União da Rússia e Bielorrússia. Segundo ele, "essa postura é a mais atual agora, quando mecanismos internacionais, que visam solucionar crise, escorregam, fazendo com que os focos de tensão se aproximassem das nossas fronteiras".

O ministro destacou que atualmente muita atenção vem sendo dada ao suprimento de unidades militares do Distrito Militar do Oeste com armas e material bélico modernos e ao preparo operacional e militar.

A-50 – aeronave do Sistema Aéreo de Alerta e Controle (AWACS) da Rússia - Sputnik Brasil
Ministro da Defesa russo: avião-radar A-100 supera seus rivais
Shoigu destacou que "a cooperação militar entre a Rússia e Bielorrússia está se desenvolvendo de maneira ativa".

Segundo o ministro, em setembro do próximo ano, os dois países realizarão exercícios estratégicos Zapad-2017 que vão acontecer em vários polígonos russos e bielorrussos simultaneamente. Durante seu planejamento, será analisada a situação das fronteiras da União da Rússia e Bielorrússia devido à atividade crescente da OTAN.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала