OTAN desmente 5 'mitos russos' sobre a Aliança

© Sputnik / Aleksei Vitvitsky / Abrir o banco de imagensCúpula da OTAN em Varsóvia
Cúpula da OTAN em Varsóvia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O maior bloco militar do mundo fez uma lista de equívocos sobre sua atuação que desmonta com ajuda de ‘fatos’. Já não é de estranhar que todos esses mitos têm a ver com a Rússia.

A OTAN decidiu dar sua resposta a Moscou, que "está divulgando mitos sobre a agressão da Aliança" e usou "fatos" para desmontar os principais enganos sobre suas intenções, comunicou Die Welt, se referindo a um documento publicado no site da Aliança.

O primeiro "mito" se baseia na opinião de que a OTAN cumpriu sua missão com o fim da Guerra Fria. Segundo dizem os autores do comunicado, hoje em dia o mundo se tornou muito mais perigoso, em grande parte devido às ações da Rússia, o que significa que o papel da Aliança no mundo tem mais importância do que nunca.

Exercícios da OTAN na Lituânia - Sputnik Brasil
Tropas da OTAN realizam exercícios 'Piranha do Báltico' nas fronteiras russas (VÍDEO)
De acordo com o segundo "mito", a OTAN está tentando cercar a Rússia. No entanto, a OTAN está envolvida em apenas três operações fora dos territórios da Aliança, enquanto a Rússia está "aumentando sua presença militar perto das fronteiras ocidentais", cercando desta maneira os aliados do bloco, dizem os analistas.

Ao estudar o terceiro "mito", que consiste na suposição de que a OTAN violou os acordos alcançados entre ela e Moscou, os autores do documento afirmam que a situação é, de fato, a inversa. Conforme dizem os autores, os batalhões da OTAN nos Países Bálticos e na Polônia não podem ser considerados como uma "força militar significativa", ao contrário das tropas russas instaladas na Geórgia, Ucrânia e Moldávia.

Para ilustrar o quarto "mito", os autores fazem referência às declarações de Moscou sobre o sistema de defesa contra mísseis que é destinado a combater contra a Rússia. Os especialistas usam como contra-argumento o fato de a OTAN não ser capaz de interceptar os mísseis intercontinentais russos, enquanto as instalações da Aliança servem apenas para proteger a população.

Kremlin, Moscou - Sputnik Brasil
Por que relações entre Rússia, UE e OTAN se complicaram? Há explicação!
Para concluir, o quinto "mito", segundo os autores, é que a OTAN está se preparando para uma guerra com a Rússia. Os países membros do bloco não estão interessados em um confronto com Moscou, diz a Aliança, e todas as ações que a Rússia entende por ameaça direta (por exemplo, os planos de colocar tropas na Europa de Leste), não passam de mais uma resposta às "mudanças na esfera de defesa" diretamente relacionadas com as ações de Moscou.

A OTAN continua aberta ao diálogo com a Rússia, mas leva em conta a situação atual e "se focará na contenção e na garantia de proteção" diz o documento.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала