Novas revelações sobre e-mails de Clinton a caminho

© flickr.com / Wikileaks Mobile InformatCaminhão com inscrição "Wikileaks" em frente à Casa Branca, em Washington DC, Estados Unidos
Caminhão com inscrição Wikileaks em frente à Casa Branca, em Washington DC, Estados Unidos - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
WikiLeaks publicou mais uma parte dos e-mails do chamado "dossiê Podesta" (#PodestaFiles), pelo nome do chefe da campanha de Hillary Clinton, John Podesta.

Hillary Clinton vista em 26 de setembro de 2016, durante o debate presidencial no estado de Nova York - Sputnik Brasil
'Imprensa não gosta muito de Hillary e o sentimento é mútuo'
A 22ª parte dos e-mails classificados foi tornada pública neste sábado (29). A primeira parte tinha sido publicada em 8 de outubro, a administração do site vazador publica porções de vários milhares de mensagens por dia. Com o vazamento da última parte, a publicação já tem mais de 36 milhares de mensagens em acesso aberto.

Os e-mails revelam que o atual colunista americano e ex-assistente do senador americano Lloyd Bentsen, Brent Budowsky, mostrou seu descontentamento com ações da candidata democrata Hillary Clinton e pôs seu lugar à disposição, não obstante ser apoiante do Partido Democrata.

Ele declarou que era o único democrata não pago que a apoiava, mas que lamentou este fato após o discurso de Clinton em Ohio.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала