Rússia defende novas pausas humanitárias em Aleppo

© Sputnik / Michael AlaeddinCorredor humanitário no norte de Aleppo preparado para saída dos civis e extremistas da parte oriental da cidade
Corredor humanitário no norte de Aleppo preparado para saída dos civis e extremistas da parte oriental da cidade - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Gennady Gatilov, declarou hoje (27) que Moscou está pronta para realizar novas pausas humanitárias na operação de libertação de Aleppo, exigindo, no entanto, que elas sejam usadas para ajudar a população da cidade síria.

Gatilov chamou a atenção para o fato de que este tipo de mecanismo já foi em diversas ocasiões usado por membros da oposição extremista do país árabe como uma oportunidade para se reagrupar e receber reforços.

“Estamos prontos para continuar com a trégua humanitária, com as pausas humanitárias, mas esperamos que elas sejam usadas para realmente ajudar a população civil, para retirá-la através de corredores humanitários” – disse o vice-chanceler russo à imprensa, durante sua visita à Israel.

Aleppo, Síria - Sputnik Brasil
Aviação russa e síria não reiniciam ataques em Aleppo desde 18 de outubro
Uma postura similar foi anunciada na quarta-feira (27) pelo porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, Igor Konachenkov.

No domingo (23), as tropas governamentais sírias iniciaram uma ofensiva no sul de Aleppo depois do fim da pausa humanitária de três dias, durante a qual combatentes e residentes da cidade podiam abandonar a cidade. Os terroristas se recusaram a sair da cidade e proibiram os civis de o fazer. A pausa humanitária em Aleppo entrou em vigor em 20 de outubro. Para a saída da cidade foram criados oito corredores — seis para civis e dois para militantes.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала