Moscou: apenas 18 pessoas conseguiram deixar Aleppo nesta sexta-feira

© AFP 2022 / AMEER ALHALBI Homens com crianças fogem dos bombardeios em Aleppo, 11 de setembro de 2016
Homens com crianças fogem dos bombardeios em Aleppo, 11 de setembro de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Centro para a Reconciliação na Síria russo emitiu hoje (21) uma nota informado que, nas últimas 24 horas, no âmbito da pausa humanitária, 18 pessoas deixaram o território controlado por terroristas em Aleppo, sendo oito combatente feridos e 10 civis.

A pausa humanitária em Aleppo foi adotada na última quinta-feira (20) para garantir a segurança da evacuação de civis e militantes da região através de oito corredores humanitários especiais, sendo seis para civis e dois para combatentes.

"As regiões orientais de Aleppo foram abandonadas por oito combatentes feridos do grupo Ahrar al-Sham, que receberam assistência médica. Além disso, à noite, 10 civis conseguiram fugir de bairros controlados por grupos armados" – diz o comunicado publicado pelo Ministério da Defesa da Rússia.

Militantes da Frente al-Nusra dirigem pelas ruas de Aleppo - Sputnik Brasil
Mais de 1.200 terroristas, inclusive homens-bomba, preparam-se para atacar Aleppo
Na quinta-feira (20), teriam conseguido deixar Aleppo através de corredores humanitários 10 membros feridos do Ahrar al-Sham. Além disso, informações surgidas na mídias indicaram que uma família de 7 pessoas também teria conseguido sair da cidade.

Um habitante de Aleppo revelou à Sputnik por telefone que membros do grupo terrorista Frente al-Nusra (proibido na Rússia e em diversos países) estão bloqueando as saídas humanitárias e ameaçando de morte todos aqueles que tentarem deixar a cidade.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала