Rússia comenta recusa dos EUA de receber observadores russos nas eleições presidenciais

Nos siga noTelegram
A representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, afirmou que Moscou levará em conta a recusa dos EUA em permitir a presença de observadores russos nas eleições presidenciais norte-americanas ao avaliar a sua democracia e transparência.

Anteriormente, foi informado pelo jornal Izvestia que os EUA não convidaram a delegação nacional da Rússia parar monitorar as eleições presidenciais, recomendando que os russos se juntem à missão internacional do Gabinete para as Instituições Democráticas e Direitos Humanos (ODIHR).

Candidatos à presidência dos EUA, Hillary Clinton e Donald Trump, durante um debate eleitoral - Sputnik Brasil
Clinton lidera sobre Trump na véspera dos últimos debates presidenciais nos EUA
"Eu acho que é necessários que isso seja comentado não por nós, mas pelo Departamento de Estado, seria uma questão boa. Nós só vamos levar em conta essa posição na avaliação da transparência e do nível democrático dessas eleições", disse a diplomata. 

Anteriormente, o membro da Comissão Eleitoral Central da Rússia, Vassily Likhachev, que supervisiona a comissão de questões sobre cooperação internacional, disse à RIA Novosti que planeja estabelecer um grupo de trabalho para o monitoramento à distância das próximas eleições presidenciais norte-americanas.

As eleições presidenciais nos EUA estão marcadas para 8 de novembro.



Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала