Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Moscou: extremistas não deram trégua aos corredores humanitários em Aleppo

© AFP 2021 / AMEER ALHALBI Homens com crianças fogem dos bombardeios em Aleppo, 11 de setembro de 2016
Homens com crianças fogem dos bombardeios em Aleppo, 11 de setembro de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Todos os corredores humanitários criados para permitir a saída de civis e combatentes de regiões orientais da cidade síria de Aleppo estiveram hoje (20) sob constantes ataques de extremistas, diz um comunicado do Centro para a Reconciliação na Síria russo, publicado pelo Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

"Em resultados dos ataques contra o corredor sul pelos extremistas (…) três oficiais russos do centro de reconciliação foram feridos. Os oficiais foram levados até a base aérea de Hmeymim e não correm risco de vida" – diz o comunicado.

Aleppo vive a partir desta quinta-feira a primeira pausa humanitária organizada por militares russos e sírios para permitir a saída de civis e combatentes que depuserem as armas da cidade. Para isso foram criados oito corredores, sendo seis para civis e dois para combatentes.

Militantes do grupo rebelde sírio Ahrar al-Sham - Sputnik Brasil
Terroristas executam 14 funcionários do governo de Aleppo
Desde terça-feira (18), tanto as forças russas quanto as do governo sírio pararam de lançar ataques contra instalações dos combatentes armados em Aleppo. Na quarta-feira (19), um grupo de combatentes que depuseram as armas, civis feridos e idosos começaram a deixar a cidade síria através de corredores humanitários.

O ministro russo da Defesa, Sergei Shoygu, informou que, por decisão do presidente russo Vladimir Putin, Moscou decidiu prorrogar a pausa humanitária em Aleppo, por mais 24 horas. A medida foi apoiada pelo governo sírio.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала