'Nenhum dos países da UE pensou em introduzir sanções contra Rússia por causa da Síria'

© AFP 2022 / John ThysChefe da diplomacia europeia Federica Mogherini (foto de arquivo)
Chefe da diplomacia europeia Federica Mogherini (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Nenhum dos países da União Europeia (UE) pensou em introduzir sanções contra a Rússia devido às suas ações na Síria, disse a chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini.

"Essa iniciativa não foi de nenhum dos países. A mídia fala sobre isso ativamente, mas não discutimos sobre isso nos nossos encontros. Nenhum dos países em nenhum dos encontros intencionou isso. No momento atual, sanções contra a Rússia não foram propostas por nenhum dos países-membros", disse Mogherini aos jornalistas antes da reunião dos chanceleres dos países da UE.

Bandeiras da Rússia e da União Europeia. - Sputnik Brasil
Políticas antirrussas da UE são um 'conjunto de erros contínuos'
Discussões sobre a hipótese de introduzir sanções contra Moscou se iniciaram depois da escalada da situação em Aleppo, palco de violentos combates. O Ocidente acusa as autoridades sírias e russas de bombardear civis e oposição armada.

Damasco e Moscou afirmam que realizam ataques somente contra terroristas e acusam Washington de incapacidade de influenciar as unidades de oposição "moderada" para que se separem dos terroristas.

Anteriormente, o representante do Departamento de Estado norte-americano declarou que não exclui a hipótese de introduzir sanções contra a Rússia em caso de fracasso da diplomacia na Síria. O porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov, disse não há razões de introduzir mais sanções, pois a Rússia é o único país que luta contra o terrorismo na Síria de forma legítima.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала