Homem-bomba mata ao menos 70 militares iraquianos em Mossul

© AP PhotoUm grupo de forças curdas observa desde um esconderijo a paisagem da aldeia de Khazer, a 30 km de Mossul, "capital" iraquiana do grupo terrorista Daesh
Um grupo de forças curdas observa desde um esconderijo a paisagem da aldeia de Khazer, a 30 km de Mossul, capital iraquiana do grupo terrorista Daesh - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um homem-bomba atingiu um comboio militar iraquiano no leste de Mossul, matando pelo menos 70 soldados.

Peshmerga (unidades armadas dos curdos iraquianos) se aproxima a Mossul do leste, em 17 de outubro de 2016 - Sputnik Brasil
Cai a primeira linha de defesa dos terroristas em Mossul
De acordo com a agência de notícias curda Firat, o ataque ocorreu perto da aldeia de Bilawet, assim que soldados iraquianos realizaram um avanço sobre Mossul para libertar a cidade dos combatentes do grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico).

O homem-bomba seria um membro da organização terrorista Daesh (proibida na Rússia).

No último domingo, o primeiro-ministro iraquiano, Haider Abadi, anunciou o início de uma operação militar para libertar Mossul dos terroristas do Daesh. 

Segundo a mídia local, cerca de 30 mil militares iraquianos e 4 mil combatentes curdos Peshmerga estão fazendo parte da operação.  

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала