Universo observável pode ser maior do que jamais imaginado

© Foto / ALMA /Y. Tamura /Mark SwinbankThe image shows the foreground lensing galaxy (observed with Hubble), and the gravitationally lensed galaxy SDP.81, which forms an almost perfect Einstein Ring, is hardly visible.
The image shows the foreground lensing galaxy (observed with Hubble), and the gravitationally lensed galaxy SDP.81, which forms an almost perfect Einstein Ring, is hardly visible. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O universo observável contém, no mínimo, 10 vezes mais galáxias, do que era considerado antes, informou o portal spacetelescope.org.

Antes se considerava que o número de galáxias na parte observável do universo fosse de 100 bilhões.

Universo - Sputnik Brasil
Cientistas propõem nova teoria de evolução do universo
Segundo descobriram os pesquisadores da Universidade de Nottingham, na Grã-Bretanha, sob coordenação de Christopher Conselice, 90% das galáxias na região observável do universo emite luz demasiado fraca e se localiza demasiado longe para poderem ser observadas através de telescópios dos quais dispomos hoje em dia.

“É impressionante que mais de 90% das galáxias do Universo ainda devem ser descobertos. Quem sabe, sobre quais características interessantes ficaremos a par, quando pudermos explorar essas galáxias com telescópios da próxima geração”, cita o site as palavras de Conselice. 

Com base nas informações e fotos recebidas do Telescópio espacial Hubble, foram realizados cálculos matemáticos e criadas imagens em 3D, que permitiram descobrir que, durante o desenvolvimento do Universo, a densidade das galáxias foi sendo alterada. Além disso, os cientistas encontraram evidências de que, durante quase 14 bilhões de anos da história do Universo, as galáxias maiores se formaram por fusão de galáxias menores.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала