Quanto custa 'apoiar' o Oriente Médio: 5 maiores erros militares do exército dos EUA

© AFP 2022 / EMMANUEL DUNANDMilitar da Força Aérea dos EUA
Militar da Força Aérea dos EUA - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Parece que os EUA fazem mais mal que bem no Oriente Médio. A informação abaixo, que põe em questão os reais objetivos norte-americanos, é prova disso.

Os erros do exército norte-americano constituem sempre fontes de tensão entre as autoridades norte-americanas e governos de outros países, erros que não fazem mais que alimentar o ressentimento da população local.

Trinkot, Afeganistão

Forças de segurança afegãs mantêm vigilância no Afeganistão - Sputnik Brasil
Сoalizão dos EUA é inútil no combate contra Talibã no Afeganistão
Oito militares afegãos caíram vítimas de um ataque aéreo dos EUA perto da cidade de Trinkot, no sul do país, em setembro de 2016. Segundo os EUA, os seus alvos eram posições de terroristas do Talibã, que representaram ameaça para as forças da segurança afegãs. Mas, por causa de um engano, os EUA falharam o seu alvo e as bombas caíram a uma distância de 800 metros do alvo, atingindo um posto de controle policial.

Deir ez-Zor, Síria

Caça-bombardeiro A-10 Thunderbolt II norte-americano - Sputnik Brasil
Legislador sírio: Ataque em Deir ez-Zor foi coordenado entre EUA e Daesh
A operação militar da coalizão internacional liderada pelos EUA realizada em 17 de setembro perto de Deir ez-Zor fez 83 mortos entre os militares sírios, que estavam cercados por terroristas. Os aviões da coalizão internacional realizaram quatro ataques contra supostas posições de terroristas do Daesh (segundo a informação do Pentágono). Ainda durante o bombardeio, o comando russo avisou sobre este erro os militares dos EUA, que pararam a operação. Após o ataque "errado", os islamistas lançaram imediatamente uma ofensiva contra o exército sírio.

Fallujah, Iraque

Pelo menos 30 soldados morreram e 20 foram feridos durante um ataque aéreo dos EUA contra as posições de quinquagésima quinta brigada do exército iraquiano em Fallujah. Anteriormente esta brigada tinha mostrado avanço na luta contra o Daesh. O Iraque exigiu que o caso fosse investigado, não sabendo que se havia tratado de um erro dos EUA.

Rada, Iêmen

Em setembro de 2012 um drone norte-americano matou pelo menos 13 civis na cidade de Rada, no sul de Iêmen. O drone devia atacar um veículo que transportava terroristas, mas errou o alvo e liquidou dois outros veículos.

Bagdá, Iraque 

Em maio de 2008, a aviação norte-americana alvejou um hospital no bairro xiita de Sadr, na parte nordeste de Bagdá. Este erro dos EUA causou a morte de pelo menos 28 civis, a maioria dos quais eram pacientes do hospital.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала