Rússia pode permitir que al-Nusra deixe Aleppo com armas na mão

© Sputnik / Maksim Blinov  / Abrir o banco de imagensO ministro de Relações Exteriores russo Sergei Lavrov durante o encontro com a Federação Mundial de Câmaras Comerciais, Moscou, Rússia, 22 de junho de 2016
O ministro de Relações Exteriores russo Sergei Lavrov durante o encontro com a Federação Mundial de Câmaras Comerciais, Moscou, Rússia, 22 de junho de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Rússia está prestes a apoiar a proposta do enviado especial da ONU, Staffan de Mistura, para desbloquear a situação ao redor de Aleppo e apelar a Damasco para concordar com esta proposta, disse o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov.

"Ouvi a sua declaração [de Mistura] que é relacionada somente à Frente al-Nusra. Faça favor, se al-Nusra, com as armas nas mãos, for em direção a Idlib, onde se baseiam suas forças principais, para salvar Aleppo, estaremos prontos a apoiar tal atitude e a apelar ao governo sírio para concordar com isso", disse Lavrov ao canal televisivo Pervy.

Chanceler John Kerry fala com presidente dos EUA Barack Obama - Sputnik Brasil
'Washington quer ver vários países no lugar da Síria'
Mais cedo, de Mistura declarou que está disposto a acompanhar os militantes do grupo terrorista Frente al-Nusra, se eles quiserem deixar Aleppo oriental e se dirigir para Idlib. Segundo ele, nesta parte da cidade estão cerca de 900 militantes da al-Nusra.

De Mistura informou também que, se as ações no sul de Aleppo continuarem com a mesma intensidade, esta parte da cidade será completamente destruída até o fim do ano. De Mistura perguntou a Moscou e Damasco se "uma destruição da cidade valeria a eliminação de mil militantes" e se eles estão prontos para terminar os bombardeios se os militantes da Frente al-Nusra depuserem as armas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала