Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Washington responde a planos da Rússia de reabrir bases em Cuba e Vietnã

Nos siga no
O porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, John Kirby, anunciou hoje (7) a postura oficial de Washington em não comentar a possível reabertura de bases militares da Rússia em Cuba e no Vietnã.

“Não temos nenhuma preocupação em especial quando algum país avalia a possibilidade de abrir bases no exterior… Nós mesmos temos bases no estrangeiro, a nossa presença no exterior é bastante confortável” – disse Kirby.

Bombardeiros Su-24 na base aérea russa Hmeymim na Síria - Sputnik Brasil
Deputado: bases militares russas devem voltar a Cuba e Vietnã
Ele destacou ainda que “as bases no exterior são uma decisão soberana” de ambos os países e que ainda não pode falar nos possíveis motivos do retorno de militares russos à Cuba e ao Vietnã.

De acordo com a Casa Branca, Washington e Moscou ainda mantêm um potencial para cooperação e solução conjunta de problemas, mas somente se as obrigações assumidas pela Rússia forem cumpridas.

A possível volta de bases militares russas à Cuba e ao Vietnã foi anunciada hoje pelo vice-presidente da bancada do partido russo Spravedlivaya Rossiya (Rússia Justa) na Duma de Estado (câmara baixa do parlamento russo), Oleg Nilov.

Aviação russa na base Hmeymim, na Síria - Sputnik Brasil
Parlamento russo ratifica colocação por prazo indeterminado da sua aviação na Síria
A declaração de Nilov chegou a ser comentada pelo vice-ministro da Defesa russo, Nikolai Pankov. Segundo ele, a reabertura das bases está realmente sendo avaliada pelo governo russo.

A União Soviética possuía bases em Cuba e no Vietnã até 2002. No Vietnã, a base da Marinha russa ficava em Kamrani. Em Cuba, o país possuía um centro radioeletrônico em Lourdes.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала